sábado, agosto 20, 2005

Pedradas no Charco – Fábrica das Enguias


Nova Sede da JUNTA de FREGUESIA de PARDELHAS Posted by Picasa

Que destino cruel para as instalações originais de uma das mais emblemáticas empresas do nosso concelho, mas será que não há salvação possível ou não existe vontade de encontrar uma solução ?

Sem querer abordar a questão de propriedades (que não sei de quem é), acho lamentável o estado degradante em que o edifício se encontra, um cartão de visita muito bonito para quem entra no concelho por aquela zona.

Olha uma pedrada no charco :

Não ficaria a Saldida FM tão bem instalada naquele edifício?

Olha outra pedrada no charco :

Pardelhas era elevada a freguesia, a placa que delimita o Monte andava uns metros (já não seria a primeira vez por isso ninguém estranhava mais esta) e serviria o antigo edifício da fábrica das conservas como a sede da Junta de Freguesia de Pardelhas.

E registavamos o evento no Diário da Republica ...............

E esta Heim ?

58 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

sábado, 20 agosto, 2005  
Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

sábado, 20 agosto, 2005  
Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

sábado, 20 agosto, 2005  
Anonymous Anónimo said...

Qual é a graça de apagar os comentários ?

sábado, 20 agosto, 2005  
Blogger Neves Raphael said...

Quando os comentários fogem á mais elementar regra da boa educação,são pura e simplesmente apagados.
Quem quiser comentar, concordando ou não com o tema publicado pode faze-lo, mas quando o faz insultando e utilizando linguagem menos própria é "deletado".
Tão simples quanto isso.

domingo, 21 agosto, 2005  
Anonymous Anónimo said...

Estou contigo, Raphael!!!!!
Só é pena que tu próprio não dês a cara pelas tretas que escreves....
Enquanto assim for...os escritos valem o que valem ou seja muito pouco.

domingo, 21 agosto, 2005  
Blogger Neves Raphael said...

Curiosa é a "azia" pela blogosfera fora que provoca a uns quantos o anonimato, particularmente quando a "azia" em si é manifestada sob capa anónima...

Os escritos valem efectivamente o que valem, mas devem ser o suficiente para levar o caro anónimo a manifestar-se, só por isso vale a escrita.

Obrigado pelo tempo dispendido a ler e a comentar.

domingo, 21 agosto, 2005  
Anonymous Anónimo said...

Tás à espera de quê? Quem anonimamente posta comentários anónimos recebe. No fundo é um sistema que se auto alimenta.

Não te assustes Neves que nada me move contra o teu blog. Até gosto de cá vir. Só espero que um dia mudes de ideias e mostres a cara. Mas tu lá sabes...

domingo, 21 agosto, 2005  
Blogger Neves Raphael said...

Meu caro,
Uma mente limitada só pode gerar conceitos limitados. A decisão de criar este espaço nas condições em que o mesmo foi criado só a mim me compete. Nada me demove contra comentários anónimos, somente acho uma piada imensa que esses comentários em 99.9% das vezes em vez de se centrarem no tema publicado se centram no facto de o autor ou autores do mesmo o fazerem anónimamente e daí retirarem as ilações limitadas que o caro anónimo retira,para mais da forma que tanto critica.
Este sistem só é alimentado se :
1º - Eu permitir que continue com esta linha de comentários
2º - Eu continuar a responder.
Só o faço a título benemérito, pode ser que aprenda algo.
Esta postura de quem vem aos blogues comentar tudo menos o contexto do material publicado já levou inclusivé alguns Bloguistas a não permitir comentários aos seus posts...
Por fim, deixe-me clarifica-lo de que nesta fase da minha vida existem muitíssimas poucas coisas ou nenhumas até que me assustam e de que tenho medo e por aqui nos ficamos.
Gosta de cá vir?..óptimo não é o único, portanto junte-se ao grupo.
Seria muito mais prodcutivo da sua parte que de futuro se limitasse a comentar o teor dos posts.
Daqui para a frente, fora desse ambito, tem direito á tecla "del"´.

Cordialmente

domingo, 21 agosto, 2005  
Blogger Ana Tavares said...

Eu concordo com "bairrismos", mas há coisas que me parecem exageradas!
- Colocar a Saldida FM na Ex-Comur, parece-me um pouco exagerado atendendo aos custos que acarreta;
- Isto para já não falar na sede de freguesia da pseudo freguesia de Pardelhas. Vejamos, não parece exagerada a dimensão das instalações, para uma freguesia recém criada? Isto para nem comentar essa usurpação de espaço ao Monte, que acredito não seria pacífica!
Aproveitar o espaço, sem dúvida que é uma prioridade. Mas atendendo a que o mesmo se situa num local de passagem, porque não o Câmara Municipal adquirir o mesmo e o transformar num espaço sócio cultural?
Isso sim acredito que seria benéfico para o concelho...
Fica a sugestão

segunda-feira, 22 agosto, 2005  
Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

segunda-feira, 22 agosto, 2005  
Blogger Ana Tavares said...

Esclareço o Sr. anónimo que o meu comentário não tem qualquer pretensão política, e não é de hoje que dou a cara aos meus comentários!
Apenas dei a minha opinião acerca do tema proposto pelo autor do post e uma sugestão, não tendo acusado o actual executivo de nada!
É pena que as pessoas não deêm a cara, mas compreendo pois assim nunca poderão ser acusadas de defender opiniões diferentes consoante a ocasião.

segunda-feira, 22 agosto, 2005  
Blogger Neves Raphael said...

Ana,
Sinceramente não sei até que ponto é assim tão exagerado uma das duas soluções, se bem que reconheço que a segunda opção seria bem mais dificil de implementar.
Sediar a Saldida FM nas antigas instalações da Comur teriam muito mais bom senso e seria politicamente e não só uma opção muito mais clara que ter a rádio nas instalações da Junta de freguesia do Monte.

Quanto a Pardelhas ser elevada a freguesia, bem..isso é um desejo que mais dia menos dia se tornará uma realidade, com sede na Comur ou não.
Considerandos á parte o que realmente interessa no tema é o estado degradante das instalações, sem solução á vista.

Quanto aos degenerativos comentários anónimos, não se aborreça com eles pois conforme expliquei em comentário anterior, tudo o que fugir ao contexto do tema publicado tem direito á tecla "del".

Obrigado pela contribuição Ana Tavares.

segunda-feira, 22 agosto, 2005  
Blogger Ana Tavares said...

Não discuto o bom senso da instalação da rádio, apenas considero ser uma opção económicamente pouco viável, a rádio reunir condições para adquirir as instalações

terça-feira, 23 agosto, 2005  
Anonymous Anónimo said...

falas sem conhecimento de causa, como sempre entras por caminhos pouco claros, as instalações da SFM são próprias, apenas cedendo a Junta de Freguesia o terreno. As publicações em Diário da Republica talvez um dia saibas o quanto isso salva as instituições de predadores como tu, mas tudo isto se o povo te eleger como Presidente da Junta de Freguesia de Pardelhas, o que pessoalmente não acredito, visto o Américo Vieira levar uns pontos a mais que tu nesta questão.

terça-feira, 23 agosto, 2005  
Blogger Neves Raphael said...

Ana,
Instalar a rádio na ex-comur não implicaria necessáriamente a aquisição do imóvel pela SFM, as instalações poderiam ser cedidas por exemplo, não foi assim que sucedeu aquando da ocupação na Tavares Gravato?
Quanto á questão levantada pelo amigo anónimo, deixe-me elucida-lo somente neste ponto :

A propriedade do terreno
sobrepõe-se á "propriedade" das instalações ( posto de uma forma simplista é assim que decreta a lei) ou seja ainda mais simplista para o meu amigo anónimo entender :
Se o meu amigo contruir com dinheiros seus uma casa num terreno que é de minha propriedade, em tribunal num caso de litígio,perde o direito ao imóvel. Existe infelizmente alguns casos desse a títuo particular na Murtosa, não havendo publicação em diário alguns que lhe valha.
No caso que alude, sendo o terreno propriedade da Junta de Freguesia, se porventura amanhã o cenário politico se alterar e a "nova composição" tiver alguma outra utilidade para a sua propriedade outra que não ver lá uma estação de rádio,poderá reclamar o terreno e a sua utilização e a Rádio terá que se "deslocalizar", quer queira que não.

Pelos visto predadores há muito é só saber destapar as carecas certas... quiçá o caro anónimo seja uma deles...

terça-feira, 23 agosto, 2005  
Blogger Ana Tavares said...

Para fazer um "julgamento" correcto, precisavamos de conhecer o detentor da propriedade do referido edifício. Mas, acredito que se o mesmo pertencer a um particular não será fácil o mesmo efectuar obras de recuperação e depois "cedê-lo" à rádio... até porque a ser assim não faltariam instituições a reclamar a utilização do mesmo, incluindo porque não a própria Câmara Municipal.
No que refere à questão das instalações da rádio não querendo entrar em questões meramente jurídicas, existem formas de "salvaguardar" situações como essa.
Sejam cedência de terreno por determinado ou indeterminadoperiodo, seja um contrato de arrendamento, seja um contrato de devolução de investimentos aquando do abandono das instalações. Saliento que não tenho qq conhecimento de causa acerca da situação concreta da rádio, mas parece-me que não era propósito do post discutir isso, mas sim a recuperação da Comur.

terça-feira, 23 agosto, 2005  
Anonymous Anónimo said...

Enquanto a SFM for uma cooperativa, com 90 cooperantes que se estão nas tintas para aquilo, não sai daquilo que é, até da Murtosa, porque isto não tem mercado para meios de comunicação social, excepto para aquele que só tem fotos de mortos e mais mortos, que é aquilo que o povinho aqui lê e mais nada.
O resto, tem que abalar daqui se quer realmente ter razão de existir e rentabilidade.
Quanto à SFM, no dia em que fôr ou se fosse uma empresa só de um gajo ou dois, aí veríamos como as coisas andavam...
Mas isto já se fala há mais de 15 anos.

quarta-feira, 24 agosto, 2005  
Anonymous Anónimo said...

Onde vives, pelos vistos numa grande zona industrial, para Referir "uma das empresas mais emblematicas", porque não uma das poucas ou uma das raras....
Cuidado com as pedras no charco, preocupa-te com a tua pseudo-freguesia e com os reais problemas dela, que vão muito para além de um imovel privado. Na nossa freguesia mandam os catrazanas, e eles saberão julgar, em data e local proprio, a sua junta e as suas acções ao longo destes 4 anos. Da proxima vez que apagar um blog lembre-se do que escreve e não brinque com uma freguesia nem com os seus limites, se quer atingir o presidente,democraticamente eleito, faço-o directamente, sem rodeios, mas não use o nome de uma freguesia para o fazer, nem das instituições que nela residem. Se quer uma freguesia dê a cara e lute por ela, não se esconda atràs do muro a mandar uns petardos a espera que eles rebetem, tenha coragem.......

quarta-feira, 24 agosto, 2005  
Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

quarta-feira, 24 agosto, 2005  
Blogger Neves Raphael said...

Meu Caro Anónimo,
Só se sente quem tem algo que lhe doa. O propósito do tema em questão não visa nem a freguesia do Monte, nem o seu presidente
(fiquem com ele por muitos e longos anos que nós por cá nos vemos bem sem ele), comentava a
Ana Tavares sobre bairrismos exagerados e o comentário do anónimo reflecte bem essa postura.
A Rádio não é nem nunca foi catrazana (tendo em consideração que a maioria nem sabe o verdadeiro significado e importância do figurativo, está na moda...), a Rádio é MURTOSEIRA.
Que a opção de utilizar terrenos da freguesia, por acaso do monte, para instalar a rádio não foi a opção mais clara, também é de opinião geral, o que realmente importa no tema publicado é o estado lastimoso em que o edificio da Ex-Comur se encontra, sendo que , exacerbada e utópica ou não as duas potenciais soluções propostas, face á inexistência de outras quaisquer as mesmas são extremamente válidas pelo menos no contexto de levantar discussão sobre a matéria.
Existem infelizmente uns quantos artistas da freguesia adjunta, motivados por uns quaisque interesses que não interessam a ninguem que volta e meia aparecem pelos blog a verborrear asneirada em cima de asneirada como se existisse uma "intifada" no concelho contra o Monte, sendo que a "azia" do anónimato torna-se cada vez mais dificil de digerir por certos "Catrazanas"...

quarta-feira, 24 agosto, 2005  
Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

quarta-feira, 24 agosto, 2005  
Blogger Ana Tavares said...

Peço desculpa ao autor deste blog, mas tenho que discordar quando afirma que as suas pedradas não visam atingir a freguesia do Monte!
Se não pretende-se picar os catrazanas em geral, e eu pertenço ao grupo e sei muito bem o que significa, e o presidente da freguesia em particular, não atirava as pedradas precisamente para esse lado do Concelho (limites da freguesia) e para a pessoa do presidente (enquanto um dos cooperantes da SFM).
Em Outubro vamos a votos e nessa altura os Catrazanas terão oportunidade de mudar ou manter conforme entenderem.
Em relação à Comur, penso que a Câmara em tempos esteve interessada em adquirir as instalações aos associados da empresa, mas não sei se o negócio se concretizou e quais os motivos que hipotéticamente inviabilizaram o mesmo.
Seria interessante se alguém esclarecesse esta dúvida. Alguém sabe a quem pertence efectivamente o edifício?

quarta-feira, 24 agosto, 2005  
Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

quarta-feira, 24 agosto, 2005  
Blogger Neves Raphael said...

Cara Ana Tavares,
Nada me move contra ou a favor do freguesia do Monte, tão simples quanto isso, no entanto quando os temas versados nos Blogs têm algo a ver, directa ou indirectamente ou com a Rádio ou com a figura do seu eterno presidente, surje logo um atrofio de gente a bradar
"Á que Del Rei", ao ponto que já foram proibidos comentários simplesmente pelo facto de que quem comentava o fazia a respeito de tudo menos do tema publicado.

Curiosamente a "Azia" do anónimato é maioritáriamente manifestada sob capa do anónimato, sendoq eu se está mais interessado em saber quem é ou são os autores de determinados escritos em detrimento
de ajuizar se existe algum fundamente ou alguma validade no texto publicado que valha a pena debater.
Se em Outubro decidirem manter ou alterar o elenco, ao ou aos autores deste blog não aqueçe nem arrefeçe, no entanto mantenho que a opção da loclaizar a Rádio em terrenos da junta de freguesia do monte sendo o presidente da junta o mesmo da coopertaiva, nos dias que correm onde tanto se fala de ética politica não é nem será uma decisão unânime nem clara, sendo que foi esta opinião divergente que motivou esta troca de "mimos" via estes comentários.
Sobre a pessoa do presidente, como indivídou não tenho opinião formada, como presidente da Junta de freguesia do Monte, tambe não pois não sou residente nessa freguesia, como presidente da Rádio, já expus a minha opinião e voltarei brevemente a publicar um post sobre o tema.

Digo e repito, nada me move contra o Monte a minha paixão reside em PARDELHAS.

quarta-feira, 24 agosto, 2005  
Anonymous Anónimo said...

This post has been removed by the blog administrator.

quarta-feira, 24 agosto, 2005  
Anonymous Anónimo said...

This post has been removed by the blog administrator.

quarta-feira, 24 agosto, 2005  
Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

quarta-feira, 24 agosto, 2005  
Blogger Ana Tavares said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

quarta-feira, 24 agosto, 2005  
Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

quinta-feira, 25 agosto, 2005  
Anonymous Anónimo said...

A pessoa do presidente, tambem é presidente da ACDM, não queres opinar sobre o trabalho dele na instituição, já agora completavas o quadro.

quinta-feira, 25 agosto, 2005  
Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

quinta-feira, 25 agosto, 2005  
Blogger Neves Raphael said...

Relativamente ao trabaho dele na ACDM..., considerar-se-á uma execução administrativa, pelo simples facto de que quando lá chegou, todo o trabalho de base já estava feito. A haver sacrifício é nessa altura, não quando se colhe os louros do trabalho dos outros.
O ACDM já existia e subsistia muito antes do actual presidente se ter interessado por ele, assim como o panorama radiofónico na Murtosa já existia muito antes dele ser o presidente...

quinta-feira, 25 agosto, 2005  
Blogger Ana Tavares said...

Peço desculpa mas tenho que discordar... e falo com conhecimento de causa!
Quando a actual direcção tomou posse, o clube tinha um passivo enorme, com dividas a diversas entidades, dividas essas entretanto regularizadas.
Assim sendo a actual direcção, presidente incluído, tem o seu mérito que não deve de forma alguma ser banalizado!
Actualmente o clube inicia nova época, com equipas em 4 escalões, pelo que é de louvar o apoio e trabalho de atletas, técnicos, dirigentes, sócios e colaboradores, todos eles representantes da associação "por amor à camisola"!

quinta-feira, 25 agosto, 2005  
Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

quinta-feira, 25 agosto, 2005  
Blogger Meka said...

Falando só no que interessa, vou-me remeter a comentar sobre o edificio da COMUR.
Caro Neves, no meu blog (O CATRAZANA), fiz em tempos um reparo sobre este mesmo edificio. O administrador da COMUR, sr. Artur Marques, depois de ter lido o meu "post", teve a amabilidade de me responder via e-mail, elucidando-me dos problemas adjacentes ao edificio em questão. Não publiquei o dito e-mail por ter sido uma comunicação particular. Mas se quiser ler o meu post sobre o assunto e tiver mesmo interesse em saber o prquê do edificio se encontrar naquelas condições, pode contactar-me por e-mail que eu tenho todo o gosto em o elucidar sobre este tema.
Quanto ao resto, não acrescenta nada de (f)útil à Murtosa.
Daniel Fonseca

quinta-feira, 25 agosto, 2005  
Blogger Neves Raphael said...

Caro Daniel Fonseca,
No meu entender, todos os blogs existentes no "Espaço Virtual Murtoseiro" têm um propósito, nem que o mesmo seja fomentar discussão, por vezes acaloradas, sobre temas que poderão ser conflituosos, mas só pelo facto de fomentar a discussão sobre os mesmos já em si justifica a sua existência.

Verificar que existe num qualquer site uma discussão sobre um determinado tema e comentar da forma que o caro comenta, não trás em si nada de util á Murtosa
(utilzando a su aprópria analogia, diz o povo qu eme situações com estas, mais vale a pena estar calado.
Se o Daniel sabe algo que possa contribuir de forma positiva para esta discussão e quiçá para o despertar de consciências para que se possa encontrar uma solução para a temática versada, então que se pronuncie sobre a mesma.
Não preciso de o contactar por email..no meu blog poderá encontrar o meu e envie-me por email o que pretende que eu publicarei, uma vez qu epelos vistos lhe falta ou faltou a coragem para o fazer no seu próprio blog.

Quanto ao seu comentário final sobre o acrscentar ou não algo de útil á Murtosa, reparo-lhe só o seguinte :;
A frequência de posts no seu Blog é por si só elucidativo da
(f)utilidade contributiva do mesmo para a Murtosa, em segundo lugar uma questão :
Tendo em conta o seu ultimo post que data de 22 de Maio, sobre um assunto de relevo, que andamento deu ao alerta por si dado?

Por vezes, mais vale a pena estar quieto a ver a banda passar do que tentar tocar viola sem ter unhas.

Neves Raphael

quinta-feira, 25 agosto, 2005  
Blogger Ana Tavares said...

Coincidência ou não... algumas semanas após a publicação do artigo foi efectuada uma vestoria/inspecção às condições de segurança da Ponte a Varela...
Pode ter sido coincidência, mas também podem os responsáveis terem sido alertados para a situação e agirem de imediato, o que por si é bastante positivo, poi mais vale tarde que nunca!
Parece-me que se a resposta do Sr. Artur foi particular, tal quererá dizer que ele não pretende discutir os motivos em praça pública, de outra forma teria publicado um comentário e não enviado um e-mail!
Parece-me uma questão de respeito e não uma falta de coragem

quinta-feira, 25 agosto, 2005  
Blogger Meka said...

De facto, assim o entendi. Se o sr. Artur Marques me enviou um e-mail é porque não quer expor o caso em praça pública. Poderia comentar consigo o que sei sobre o assunto, nunca divulgando tal e-mail, mas como pela sua resposta vejo que o propósito do seu blog é fomentar polémicas, deixei de estar disponível para o fazer.
Quanto à frequência com que actualizo o meu blog, é uma ssunto que só a mim diz respeito e quando muito ao "blogspot" que é onde o tenho alojado. Como não lhe passei nenhuma procuração e julgo que não trabalha para o "blogspot", não acho que tenha poder para representar um ou outro. Realmente tenho pena de não ter tanto tempo como o sr. para actualizar o meu blog ou fazer comentários "just in time" aos comentários que lá são escritos.
A importância que lhe reconheço já mereceu demais a minha atenção.
Sem mais
Daniel Fonseca

quinta-feira, 25 agosto, 2005  
Blogger Neves Raphael said...

Ana,
A inspecção ás condições de segurança da Varela já estava agendada, conforme foi referido inúmeras vezes na comunicação social, quanto á resposta dada pelo Sr.Artur,se se tratou de uma questão particular, o melhor que o amigo Daniel teria a fazer era
respeita-la como tal e nem sequer a mencionar, poderia efectivamente fazer menção de uma outra forma, agora aludindo ao facto da forma que o fez não é correcto nem respeita a confiança depositada ao confiar-lhe tal particularidade, para mais desculpar-se depoios da forma que o faz não tem qualquer enquadramento, sendo que mais valia estar calado.

Daniel,
Este blog não fomenta polémicas como refere, pode abordar assuntos polémicos que levam as pessoas a tecer comentários com maior ou menor "paixão", no entanto a sua disponibilidade para comentar o assunto em si não está dependente da forma como decido no meu blog abordar os temas, poderá faze-lo no seu próprio espaço, sendo assim pouco se entende por que é que não o faz\fez...
Da próxima vez que se pronunciar sobre assuntos que lhe foram transmitidos a titulo pessoal,esteja preparado para ser confrontado com as consequências, lícitas numa discussão do género, de lhe exigirem que torne publico o que sabe.Justificar o seu silêncio da forma que o faz,quiçá será reflexo de alguma imaturidade, em nada o abona sendo que não faço juízos de pessoas mas sim de situações.
Repito o que há lhe disse anteriormente :

Ou respeita a forma como determinada informação lhe chega ao conhecimento e não alude publicamente que é detentor da mesma ou esteja preparado para dizer o que sabe quando brada que sabe.
Já lhe referi que tenho email disponível no meu blog, poderá enviar-me a informação/explicação que referiu anteriormente possuir e poderá ser que a mesma contribua para ser fomentar um outro tipo de discussão sobre a matéria em questão que leve a que se encontre potencialmente algumas soluções, passíveis de serem analisadas em ano de eleições (todos sabemos como estas coisas são nestas alturas)e poderá ser que se faça algo de verdadeiramente útil.

Se não está preparado para agir desta forma, sugiro-lhe que da próxima vez, se remeta ao silêncio, pois ESTA resposta, de momento, já lhe reconheçe mais importância que aquela que efectivamente merece.

quinta-feira, 25 agosto, 2005  
Anonymous Anónimo said...

Como eu escrevi num coment que o sr. Neves fez o favor de apagar porque não lhe era muito favorável, acho que não vale a pena que pessoas de boa fé e sem medo de mostrar a cara, como a Ana e o Daniel, estejam a esgrimir argumentos com um anónimo qualquer, cuja notoriedade e importância, uma vez descoberta a sua identidade, se revelarão nulas ou quase. A discussão é sempre salutar desde que os intervenientes estejam todos em pé de igualdade, o que não é o caso.
Se o sr. Neves se achar capaz de dar o seu contributo de forma séria e sem "fait divers", apague esta página e crie uma em nome próprio. Caso contrário as suas "pedradas" não passarão de paleio vão.
KL

quinta-feira, 25 agosto, 2005  
Blogger Neves Raphael said...

Caro DL,
A si e a muitos o que o perturba, não é tanto a natureza dos temas
(muitos polémicos é verdade) mas sim se o ou os autores pubicam de forma anónima ou não, como se essa condição viesse de alguam forma a alterar o conteudo e contexto do material publicado.
Como o amigo, existem muitos por essa terra fora e conforme referi anteriormente, posturas como a sua já levaram a que comentários seja proibidos.
Para já não exercerei esse direito no meu espaço, dado que me é facultada a possibilidade de gestão do mesmo.

Se o caro(a) KL acha que tem capacidade e maturidade intelectual, sugiro-lhe que em vez de pedir aos outros que apague blogs, que utilize a sua "capacidade" e crie o seu próprio espaço, caso contrário comentários como o qu elhe permito publicar no meu espaço serão efectivamente "paleio" em vão.

NR

quinta-feira, 25 agosto, 2005  
Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

quinta-feira, 25 agosto, 2005  
Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

quinta-feira, 25 agosto, 2005  
Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

quinta-feira, 25 agosto, 2005  
Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

quinta-feira, 25 agosto, 2005  
Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

quinta-feira, 25 agosto, 2005  
Blogger Neves Raphael said...

É o que se faz quando ao comentar se foge á mais elementar regra da boa educação e civismo, pois há falta de melhor argumentação para refutar o material publicado e determinados comentários, se parte para o insulto gratuito e para a verborreia.

quinta-feira, 25 agosto, 2005  
Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

quinta-feira, 25 agosto, 2005  
Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

sexta-feira, 26 agosto, 2005  
Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

sexta-feira, 26 agosto, 2005  
Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

sexta-feira, 26 agosto, 2005  
Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

sábado, 27 agosto, 2005  
Anonymous Zé Pagoche said...

Sendo "verborreia" um palavra que utiliza bastante, estou ao seu dispor para esclarecer o que de menos claro vai na sua mente, para que em corpo são alma sã, estou ao seu dispor para lhe recuperar a alma visto o corpo (mente) estar perdido.
De quem nunca fugio às responsabilidades.
Zé Pagoche

segunda-feira, 29 agosto, 2005  
Blogger Neves Raphael said...

Caro José,
Desde os meus tempos de mocidade que determinadas almas como lhes refere se tornaram especialistas na aret de verborrear e fazem-no com mestria para assim esconder alguas incapacidades. Este espaço é para já publico, quem quizer comenta, se crê existir alguma necessidade de esclarecer o que quer que seja, partilhemos então do seu estado "luminosos", visto não ser o único a ter a mesma linha de opinião, recupere-nos a alma a todos...
Gostei particularmente da su anota final.

terça-feira, 30 agosto, 2005  
Anonymous Anónimo said...

sabes que o responsável do centro emissor é o Zé pagoche, como presidente já pôs o seu lugar à disposição aquando o Dr. Santos Sousa em reunião com os orgãos directivos, afirmou que "enquanto fosse o Zé Pagoche o presidente da direcção não há apoio da Câmara", sabe o que é que aconteceu, todos os outros directores ficaram solidários com o presidente.

sexta-feira, 02 setembro, 2005  
Blogger Neves Raphael said...

Caro Anónimo,
Conheço estas "istória" e muito bem, seria no entanto tambem muito "enternecedor" se contasse as razões pelas quais o Presidente da Câmara da Murtosa se viu confrontado com a necessidade de tomar tal acção.

sexta-feira, 02 setembro, 2005  
Anonymous Anónimo said...

Bem visto, Neves. Desta vez tou contigo.

quinta-feira, 08 setembro, 2005  

Enviar um comentário

<< Home